Por que imóveis são investimentos inteligentes? Saiba mais

Decisões de investimentos são sempre complicadas. A análise de onde colocar o seu suado dinheirinho deve tirar algumas noites de sono, afinal um erro pode ser catastrófico para o seu capital. Nesse contexto, você sabia que os imóveis são investimentos inteligentes?

Boa parte da população já sabe disso – ou ao menos soube. Investir em imóveis foi uma das ações mais comuns ao longo dos últimos anos e apresentava uma valorização realmente interessante. Era comum ver resultados acima de 15% ao ano, por exemplo.

No período mais recente esse tipo de investimento perdeu um pouco de popularidade. Era natural que em algum momento o crescimento acelerado tivesse uma pausa – e ela veio também em um período de crise.

Ainda assim, imóveis são investimentos inteligentes. Especialmente se você busca algo voltado ao longo prazo.

 

imoveis investimentos inteligentes

Imóveis são para sempre

Um dos pontos mais interessantes e que fazem dos imóveis investimentos inteligentes é a sua durabilidade. Eles não valorizam e nem desvalorizam no curto prazo – salvo acontecimentos absolutamente atípicos e que escapam do controle das suas mãos.

É diferente, por exemplo, do investimento em ações. Nesse tipo de investimento os acontecimentos são muito dinâmicos e, claro, acabam sendo também mais arriscados.

Um imóvel é um investimento para sempre – ou ao menos por quanto tempo você tiver interesse nele. Com uma manutenção mínima, ele tende a valorizar cada vez mais e tem diferentes tipos de aproveitamento.

Imóveis voltarão a valorizar

A crise econômica enfrentada atualmente pelo país obviamente afeta também os investidores de imóveis. Seria utópico acreditar que o segmento passaria ileso a algo que afeta todos os nichos do Brasil.

Ao mesmo tempo em que os demais setores da economia vão se recuperar, certamente os imóveis também voltarão a crescer e render mais do que no período recente. Muito provavelmente poderão, inclusive, retornar aos patamares de cinco ou dez anos atrás.

Ademais, em momentos como os atuais é possível encontrar excelente oportunidade de comprar imóveis por preços muito atrativos de outros investidores que querem se livrar dos ativos. Assim a valorização pode ser ainda melhor.

Imóveis ajudam a criar uma nova fonte de renda

Os investidores de imóveis tem ainda uma maneira de aumentar consideravelmente a sua renda sem precisar se desfazer dos ativos. Trata-se da possibilidade de alugar para terceiros, gerando o pagamento mensal por parte dos inquilinos (aluguel).

Essa é uma das principais razões para fazer dos imóveis investimentos inteligentes. Você pode aumentar o seu retorno não apenas com a valorização do imóvel em si, mas também através das locações.

Não se esqueça de considerar essa possibilidade ao avaliar possíveis negócios. Ela deve entrar sempre na conta dos retornos dos seus investimentos.

Por fim, claro, avalie sempre o local de compra do imóvel. Quanto melhor a localização, mais inteligente será investir em imóveis, afinal também maior será a valorização e o interesse de possíveis locatários.

 

Fique por dentro, acesse nossa página inicial para mais artigos vital-stat.com

Como comprar um apartamento na planta sem erros

A aquisição de um apartamento na planta é algo que exige cuidados. Por possuir uma área menor do que uma casa, por exemplo, é preciso avaliar bem o espaço e como organizar tudo para que fique confortável e adequado para a vida de cada pessoa.

A situação é ainda mais exigente quando o assunto passa a ser comprar um apartamento na planta. A personalização é algo que atrai muitas pessoas, mas sem ver o imóvel finalizado as chances de erros também aumentam consideravelmente.

Para evitar problemas, confira a seguir algumas dicas para comprar um apartamento na planta.

 

apartamento na planta

Tenha atenção ao prazo

Se você tem urgência em mudar-se para o seu novo apartamento, talvez não seja uma boa ideia buscar um apartamento na planta. E essa afirmação tem relação direta com o prazo de entrega.

Isso porque comprar o apartamento na planta é algo parecido com se propor a financiar a própria moradia. Em outras palavras, significa que a construtora usará o dinheiro para fazer a construção do apartamento em si e que, portanto, ele ainda não existe.

Obras costumam atrasar por motivos diversos. Liberação, documentos, materiais… São inúmeras razões que podem fazer com que a entrega final não seja exatamente o que foi proposto inicialmente.

Por isso é importante ter bastante atenção ao prazo e apenas fechar um apartamento na planta quando tiver certa gordura para o recebimento da obra devidamente finalizada.

 

Faça todas as contas possíveis

Um dos principais motivos que faz as pessoas buscarem a compra de um apartamento na planta está na economia financeira que esse processo propicia ao comprador.

Isso porque as construtoras costumam apresentar ótimos descontos para quem compra o seu imóvel na planta ao invés de fazer de maneira finalizada. É um método que elas utilizam para estimular a aquisição e o financiamento das obras.

 

comprar apartamento na planta

 

Acontece que o custo de um apartamento na planta é maior do que o valor pago à construtora. Você precisará ainda lidar com toda parte de decoração e mobiliário.

Para evitar que isso seja um problema, não deixe de colocar na ponta do lápis todos os custos e valores que envolvem a compra do apartamento na planta. Assim você garante que o gasto não será maior do que o esperado e não precisará lidar com dores de cabeça futuras.

 

Conheça o ambiente do imóvel

Outro erro muito comum que acontece na compra de um apartamento na planta é focar totalmente na parte interna do imóvel e esquecer-se do resto que envolve uma definição pela moradia.

Para trabalhar esse item não deixe de conhecer fisicamente o local que será construído o seu apartamento. Avalie a vizinhança, os centros comerciais e empreendimentos mais importantes – especialmente restaurantes, farmácias e outros que você visite frequentemente.

Caso o local seja um grande centro de cidades grandes, não deixe de conferir também o trânsito e as vias de deslocamento. Elas costumam ser problemáticas também – e depois de comprar seu apartamento na planta pode ser tarde demais para perceber tudo isso.

 

Fique por dentro, acesse nossa página inicial para mais artigos vital-stat.com

Tipos de investimentos: imóveis, melhor investimento a longo prazo

No mundo capitalista todas as ações são pautadas pelo dinheiro. Não por acaso o nome dessa modalidade econômica começa com “capital”. Nesse sentido, qualquer pessoa quer fazer com que seu dinheiro renda o máximo possível. E um dos melhores tipos de investimentos são os de longo prazo.

A partir daí, porém, surgem várias dúvidas. A partir de quanto tempo de investimento podemos começar a considerar longo prazo? Qual o melhor retorno para um investimento a longo prazo?

Se essas dúvidas estão te atormentando, veja a seguir as dicas sobre o melhor investimento a longo prazo.

 

tipos de investimentos

 

Quanto tempo define um investimento de longo prazo?

Essa é uma pergunta interessante. Em tese, quando pensamos em longo prazo a ideia é realmente um período grande de tempo. Leia-se dez, quinze ou vinte anos. O problema é que no Brasil existem tantas mudanças de rumo e direção que muitas vezes cinco anos já acaba entrando na conta.

O ideal é ter como referência o ideal que traz um investimento de longo prazo. Esse deve ser um retorno a ser utilizado no futuro – e não no presente. Existem outros investimentos para curto e médio prazo.

Quais os tipos de investimentos a longo prazo?

Essa é outra dúvida bastante comum. São muitas opções de investimentos a longo prazo e muitas pessoas simplesmente se perdem no caminho. Qual o melhor a seguir?

O mais comum é trabalhar com investimentos em títulos de renda fixa. Esses investimentos pagam melhor do que a tradicional opção pela poupança e trazem rendimentos praticamente livres de riscos que outras opções apresentam.

Entre essas opções estão investimentos em ações de empresas na bolsa de valores, por exemplo. A diferença, claro, está no risco. Como é possível também perder dinheiro, acaba sendo menos utilizado.

Por fim e também muito utilizado para investimento de longo prazo está o investimento em imóveis. Essa foi uma técnica ainda mais comum nos anos anteriores e que perdeu um pouco da força pelos principais investidores.

Imóveis, o melhor investimento a longo prazo

Essa perda de força, porém, não necessariamente é uma visão correta. Os imóveis continuam sendo a melhor opção para investimento a longo prazo – e existem razões para ter isso como decisão.

Nos últimos anos os investimentos em renda fixa ganharam muito espaço. Só que a visão de boa parte dos investidores é um pouco míope pelos retornos na medida em que ignoram a inflação, focando apenas no retorno oferecido.

A verdade é que o investimento deve ser analisado como um todo – e isso inclui inflação. Se um capital rende 15% na renda fixa, mas o país apresenta inflação de 13%, por exemplo, o rendimento foi de 2% (e não 15% como se imagina).

imoveis

 

Imóveis estão livres da inflação?

Não, evidentemente que a regra também vale para os imóveis. Se um imóvel valoriza 15% em um ano, ele também deve ter a inflação na conta para analisar o retorno final. A questão é que existem outras vantagens do investimento em imóveis a longo prazo.

Uma delas é a possibilidade de locação. Se você tem três imóveis, por exemplo, pode alugá-los enquanto não os utiliza. Essa estratégia vai gerar uma nova fonte de renda excelente ao mesmo tempo em que eles seguem valorizando. Por isso também, pode ser considerado uns dos tipos de investimentos mais rentáveis.

Ademais, se o local de compra do imóvel for em um bairro que vem crescendo economicamente a valorização pode ser ainda maior. Lembre-se: estamos falando de um investimento a longo prazo e você não deve ter interesse em se desfazer dele no curto prazo.

Fique por dentro, acesse nossa página inicial para mais artigos vital-stat.com